• Leo C. Arantes

Vingadores Sem Rumo: Noite Sem Fim

Atualizado: 25 de Jun de 2020


Vingadores Sem Rumo é uma das melhores histórias dos Heróis mais Poderosos da Terra dos últimos tempos. Saindo da mitologia nórdica, a preferida da Casa das Ideias, Noite Sem Fim é focada no Panteão Grego, com Hércules sendo, inclusive, o líder desta formação, inusitada, de Vingadores.

Roteiro

Misteriosamente a noite caiu sobre todo o universo e não há um só raio de luz em todo o cosmos. A responsável por essa catástrofe é Nyx, a Rainha da Noite, que após se libertar de sua prisão, imposta por Zeus, chacina o Olimpo e junto de seus filhos parte em busca dos estilhados do Cristal da Noite para reaver o seu poder sobre as trevas.


Pegos de surpresas, Feiticeira Escarlate, Visão, Gavião Arqueiro, Hulk, Espectro, Rocky Racum e Hércules, os integrantes dessa formação nada convencional dos Vingadores, eles foram escolhidos a dedo, e um a um foram levados pela Viajante ao Monte Olimpo para investigar a noite inesperada que cobriu todo o universo. Chegando lá eles contemplam toda a destruição que a Rainha da Noite causou e são pegos em uma embocada, com Wanda sendo atacada por Nyx, e ficando temporariamente cega.

Antes que possam perceber, os Vingadores são separados e tem de enfrentar os filhos de Nyx, que, a mando de sua mãe, estão invadindo outras mitologias e reinos em busca dos estilhaços do Cristal. Em uma dessas batalhas Rocky, Hulk e Gavião Arqueiro se aliam ao Pesadelo para conter a invasão de Hypnos, deus dos sonhos da mitologia grega, ao reino do vilão do Doutor Estranho; e Wanda, Visão, Espectro e Hércules vão até a Biblioteca Universal proteger o Bibliotecário, portador de um dos pedaços do Cristal, que está sendo atacado por Oizys, Apáte e Dolos.

Veredito

Al Ewing, Jim Zub e Mark Waid fugiram do convencional e criaram uma história excelente, mais voltada para a mitologia grega, menos abordada pelos roteiristas da Marvel, mas igualmente poderosa e cheia de intrigas assim como a nórdica. Noite Sem Fim é uma daquelas HQs que lemos de uma vez só, pois sua narrativa é fluida e seus diálogos rápidos, sem muita enrolação e mesmo os monólogos contidos em alguns flashbacks são sucintos e contam o passado dos personagens de forma breve. Repleta de tensão e suspense, a trama nos leva até um Monte Olimpo completamente destruído e nos mostra o quão poderosa é esta vilã, que diferente de outras ameaças, não tem motivações genéricas, mas nutre uma sede de vingança condizente com sua origem mitológica. Os desenhos de Paco Medina e Sean Izaakse contribuem ainda mais para a imersão do leitor, entregando um ar aventuresco com as artes de Izaakse e Medina usando texturas um pouco mais realistas dando um toque solene as cenas em que os deuses gregos aparecem. E ao final temos uma grata surpresa, com a adição de mais um membro à esta formação dos Vingadores que deixa nossos corações ansiosos pela próxima edição.

painel formado pelas capas das três primeiras edições americanas

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo