• Leo C. Arantes

Wolverine: A Longa Noite

Atualizado: Mai 9


Wolverine: A Longa Noite é baseado em um podcast da Marvel (tá mais pra audiodrama) de mesmo nome roteirizado por Benjamin Percy (Arqueiro Verde) e desenhado pelo brasileiro Márcio Tanaka, com capas do também brasileiro Rafael Albuquerque.

Roteiro

Na sua constante fuga do projeto Arma X, Logan acredita ter encontrado refúgio na pequena cidade de Burns, no Alasca. Porém misteriosos assassinatos começam a acontecer e colocam em cheque a tranquilidade dos moradores da cidade e o esconderijo do carcaju.


Os agentes do FBI Sally Pierce e Ted Marshall, são enviados para investigar as mortes e acabam descobrindo que a série de homicídios que podem ser apenas uma cortina de fumaça para um possível esquema de tráfico de drogas através dos barcos pesqueiros. Não bastasse tudo isso ainda há o surgimento de uma seita sombria liderada por um fanático, que invoca rituais macabros alegando que Burns é um dos centros de energia mística da Terra.


Parece muita informação pra uma minissérie em 5 edições (publicada em um único encadernado aqui no Brasil pela Panini com 120 páginas), porém o roteirista lança todos esses elementos na trama de maneira muito natural, principalmente porque nós acompanhamos mais os agentes federais do que o próprio Wolverine. Com isso nós avançamos na história a medida que os policiais também dão prosseguimento a investigação.

Essa temática de mistério sendo investigada por uma dupla de agentes do FBI se assemelha muito à série Arquivo X, especialmente pela sensação de que algo está acontecendo além do que nós estamos vendo. A vastidão da natureza selvagem e o isolamento geográfico natural do Alasca criam uma atmosfera reconhecidamente boa para tramas misteriosas como essa e o roteirista sabe utilizar esses recursos de maneira original, mesmo que histórias como essa já tenham sido contadas antes.


Outro fator que contribui para a qualidade desta HQ é a arte do brasileiro Márcio Tanaka. Em roteiros que envolvem mistérios sombrios não é raro vermos artes escuras com poucos detalhes, mas em A Longa Noite, Márcio faz um belo trabalho. E mesmo com o enquadramento mais tradicional, Márcio e Matt Milla (cores) colaboram bastante com o a experiência do leitor.

Veredito

Wolverine: A Longa Noite é uma ótima sugestão para quem nunca leu nada do carcaju e deseja conhecer mais do personagem. A minissérie não chega a ser excelente a ponto de ser considerada essencial para os leitores mas é um grata surpresa, principalmente para um momento em que é quase impossível acompanhar as várias publicações que saem a todo momento. A trama é bastante envolvente, muito por conta da investigação policial e das poucas informações que recebemos, fazendo com que nos esforcemos para ligar os pontos e chegar a uma conclusão assim como os policiais.

A adaptação do audiodrama The Long Night obtém seu êxito principalmente pela simplicidade de como tudo se desenvolve, sem as reviravoltas mirabolante típicas das histórias dos mutantes. E o mistério que permanece no ar só é revelado nas últimas páginas e não decepciona.


Se você se interessou por esse quadrinho, use este link e ajude o Hype Infinito a crescer!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo